READMISSÕES HOSPITALARES EM 30 DIAS APÓS A ALTA: UMA ANÁLISE DA SAÚDE SUPLEMENTAR BRASILEIRA

Priscila Faria de Oliveira, Ana Cláudia Couto de Abreu, Tania Moreira Grilo Pedrosa

Resumo


Introdução: A redução das readmissões em 30 dias não planejadas no Brasil é uma das oportunidades de melhoria da qualidade assistencial e sustentabilidade do sistema de saúde. Objetivo: Descrever e analisar o impacto das reinternações não planejadas no consumo de leitos hospitalares e mortalidade intra-hospitalar evitável. Método: Estudo observacional descritivo em coorte retrospectivo, coleta realizada por enfermeiros treinados em codificação de saúde, com leitura de prontuários na alta. Os dados foram anonimizados e disponibilizados na base de dados do DRG Brasil®. Resultados: Foram analisadas 351.416 internações de 182 hospitais credenciados na saúde suplementar, no período de abril/ 2017 a março/2018. 61,4% da amostra foi do sexo feminino, 38,6% masculino. A faixa de idade foi de 6,9% neonatos, 9,5% pediátricos, 60,2% adultos e 23,4% idosos. Das internações avaliadas, 2,7% tratavam-se de readmissões em até 30 dias não planejadas. Se estas readmissões fossem evitadas, 83.097 diárias poderiam ser utilizadas por outros pacientes, representando 6,7% do total de diárias consumidas no período. Observou-se um total de 870 óbitos. Os grupos de DRGs mais prevalentes relacionaram-se a infecção pós-operatória e pós-trauma. (DRGs: 863, 862, 857, 856, 858). Conclusão: A coordenação do cuidado, gestão assistencial e alta segura, poderiam aumentar acesso à assistência hospitalar na saúde suplementar brasileira e diminuir mortalidade. Sendo assim, o trabalho demonstra a necessidade de implantação do programa alta segura, possibilitando redução dos desperdícios, giro do leito, qualidade e segurança assistencial. O estudo possui limitações como, por exemplo, não foi possível identificar os CID principais da primeira internação. Entretanto independentemente de tais limitações, o estudo contribui para a saúde suplementar brasileira.

Palavras-chave: Readmissão Hospitalar; DRG Brasil®; Alta Hospitalar.


Texto completo:

PDF

Referências


World Health Organization. Global Health Observatory (GHO): World Health Statistics 2014. Disponível em: http://www.who.int/gho/publications/world_ health_statistics/2014/en/. Acesso em: 22/05/2018.

Smeraglio A, Heidenreich PA, Krishnan G, et al. Patient vs provider perspectives of 30-day hospital readmissions BMJ Open Quality 2019;8:e000264.

Serufo Filho S. Avaliação da produtividade de hospitais brasileiros pela metodologia do Diagnosis Related Groups 145.710 altas em 116 hospitais. Dissertação (Mestrado em Infectologia e Medicina Tropical) - Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Medicina da UFMG; 2014

Couto RC; Pedrosa TMG; Roberto BAD; Daibert PB. DRG Brasil: transformando o sistema de saúde brasileiro e a vida das pessoas. Belo Horizonte: MG, 2018. Publicação digital (ePub). ISBN 978-85-471-0182-4.

Daibert, PB et.al. Os princípios da metodologia DRG. In: Couto RC; Pedrosa TMG; Roberto BAD; Daibert PB. DRG Brasil: transformando o sistema de saúde brasileiro e a vida das pessoas. Belo Horizonte, 2018. p.2857-3132. Publicação digital (ePub). ISBN 978-85-471-0182-4.

Berry JG, Gay JC, Joynt Maddox K, Coleman EA, Bucholz EM, O’Neill MR, Blaine K, Hall M. Age trends in 30 days hospital readmissions: US national retrospective analysis. BMJ, 2018; 360:k497

Dias M. Reinternação hospitalar como indicador de qualidade. 2015. Dissertação (Mestrado em Enfermagem Fundamental) - Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2015.

Rice YB, Barnes CA, Rastogi R, Hillstrom TJ, Steinkeler CN. Tackling 30-Day, All-Cause Readmissions with a patient-centered transitional care bundle. Population Health Management. 2016, 19(1):56-62.

Gupta A, Allen LA, Bhatt DL, Cox M, DeVore AD, Heidenreich PA, et al. Association of the hospital readmissions reduction program implementation with readmission and mortality outcomes in heart failure. JAMA Cardiology. 2018; 3(1):44-53.

Shuster C, Hurlburt A, Tam P, Staples JA. Unplanned hospital readmissions in British Columbia. BCMJ 2018. 60(5):263-7.

Barnes S, Hamrock E, Toerper M, Siddiqui S, Levin S. Real-time prediction of inpatient length of stay for discharge prioritization. JAMIA: Journal of the American Medical Informatics Association. 2016; 23(e1):e2-e10.

Gupta S, Zengul FD, Davlyatov GK, Weech-Maldonado R. Reduction in Hospitals’ Readmission Rates: Role of Hospital- Based Skilled Nursing Facilities. Inquiry. 2019;56:46958018817994.

Ryan A, Krinsky S, Adler-Milstein J, Damberg CL, Maurer KA, Hollingsworth JM Association between hospitals’ engagement in value-based reforms and readmission reduction in the hospital readmission reduction program. Jama Internal Medicine. 2017; 177 (6):862-868

Thomas R, Nelson K. Métodos de pesquisa em atividade física. 3.ed. Porto Alegre: Artmed, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 REVISTA INTERDISCIPLINAR CIÊNCIAS MÉDICAS

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

INDEXAÇÕES 

     

 

 

 

ISSN 2526-3951