IMPACTO DE UMA LIGAÇÃO TELEFÔNICA NA QUALIDADE DO PREPARO INTESTINAL PARA COLONOSCOPIA: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO

Maria Thereza Costa Lima de Castro Miserani, Maria Clara Grassi Mendes Marinho, José Celso Cunha Guerra Pinto Coelho, Débora Lucciola Coelho

Resumo


Introdução: O preparo intestinal é considerado um dos indicadores de qualidade da colonoscopia, uma vez que afeta diretamente a taxa de detecção de adenomas, pólipos não adenomatosos e a duração do exame. A realização de uma ligação telefônica na antevéspera da colonoscopia é uma estratégia que visa melhorar a adesão dos pacientes ao preparo, de modo que estes cumpram as orientações de maneira adequada e, assim, não haja necessidade de repetição do exame por falha do preparo intestinal. Objetivo: Comparar a qualidade do preparo intestinal, de acordo com a Escala de Preparo Intestinal de Boston, entre pacientes que receberam ou não uma ligação telefônica na antevéspera da colonoscopia. Método: Ensaio clínico randomizado paralelo que teve como principal fonte de dados a análise de laudos de pacientes submetidos à colonoscopia em uma clínica privada de Gastroenterologia. Resultados: Foram avaliados 328 participantes sendo 164 do grupo A (com ligação telefônica) e 164 do grupo B (sem ligação telefônica). No grupo A, 96,3% dos pacientes receberam nota máxima (9) e os 3,7% restantes receberam nota 8. Já no Grupo B, 59,8% dos participantes obtiveram nota 9, 9,8% nota 8,  9,1% nota 7  e 11% nota 6. Os demais obtiveram notas inferiores a 6. Conclusão: A realização de uma ligação telefônica é uma estratégia eficaz e barata para aumentar a adesão dos pacientes ao preparo intestinal. O principal benefício dessa intervenção é evitar a necessidade de repetição do exame, o que pode, potencialmente, reduzir gastos e evitar prejuízo no rastreamento de câncer colorretal.


Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

BRASIL. Instituto Nacional de Câncer (INCA). Câncer de Intestino. Disponível em: https://www.inca.gov.br/tipos-de- cancer/cancer-de-intestino.

Guo R, Wang YJ, Liu M, Ge J, Zhang LY, Ma L, et al. The effect of quality of segmental bowel preparation on adenoma detection rate. BMC Gastroenterol. 2019;19(1):119-124

Gálvez M, Zarate AM, Espino H, Higuera F, Awad RA, Camacho S. A short telephone-call reminder improves bowel preparation, quality indicators and patient satisfaction with first colonoscopy. Endosc Int Open. 2017;5(12): 1172-1178.

Rex DK, Petrini JL, Baron TH, Chak A, Cohen J, Deal SE, et al. Quality indicators for colonoscopy. Gastrointest Endosc. 2006;63(4):16-28.

Saltzman JR, Cash BD, Pasha SF, Early DS, Muthusamy VR, Khashab MA, et al. Bowel Preparation before colonoscopy. Gastrointest Endosc. 2015;81(4):781-94.

Lai EJ, Calderwood AH, Doros G, Fix OK, Jacobson BC. The Boston bowel preparation scale: a valid and reliable instrument for colonoscopy-oriented research. Gastrointest Endosc. 2009;69(3):620-6225.

Gonsálvez JF, Zambrano RD, Baptista A, Sulbaran M, Camaray N. Assessment of tolerance and acceptability between mannitol solution and polyethylene glycol as bowel preparation for colonoscopy: a three-center study. Rev Gastroenterol. 2020;40(1):7-12

Lieberman DA, Rex DK, Winawer SJ, Giardiello FM, Johnson DA, Levin TR. Guidelines for colonoscopy surveillance after screening and polypectomy: a consensus update by the US Multi-Society Task Force on Colorectal Cancer. Gastroenterology. 2012;143(3):844-857.

Liu X, Luo H, Zhang L, Leung FW, Liu Z, Wang X, et al. Telephone-based re-education on the day before colonoscopy improves the quality of bowel preparation and the polyp detection rate: a prospective, colonoscopist-blinded, randomised, controlled study. Gut. 2014;63(1):125-30.

ReBEC - Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos[Internet]: Rio de Janeiro (RJ): Instituto de Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Brazil); 2021. Número de registro: RBR-7yncpn. A study about the effect of a telephone call on the quality of Bowel Preparation; 2021. Disponível em:

https://ensaiosclinicos.gov.br/rg/RBR-7yncpn6

Guo X, Yang Z, Zhao L, Leung F, Luo H, Kang X, et al. Enhanced instructions improve the quality of bowel preparation for colonoscopy: a meta-analysis of randomized controlled trials. Gastrointest Endosc. 2017;85(1):90-97.

Harewood GC, Sharma VK, Garmo P. Impact of colonoscopy preparation quality on detection of suspected colonic neoplasia. Gastrointest Endosc. 2003;58(1):76-9.

Lee YJ, Kim ES, Choi JH, Lee KI, Park KS, Cho KB, et al. Impact of reinforced education by telephone and short message service on the quality of bowel preparation: a randomized controlled study. Endoscopy. 2015 Nov;47(11):1018-27.

Millien VO, Mansour NM. Bowel Preparation for Colonoscopy in 2020: A Look at the Past, Present, and Future. Curr Gastroenterol Rep. 2020;22(6):28-32

BRASIL. Ministério da Saúde. Rastreamento. Brasília: Ministério da Saúde, 2010. (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Cadernos de Atenção Primária n. 29)

BRASIL. Ministério da Saúde. Proctologia / Ministério da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Sul – 1. ed. rev. – Brasília: Ministério da Saúde, 2016. (Protocolos de encaminhamento da atenção básica para a atenção especializada; v. 7)


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 REVISTA INTERDISCIPLINAR CIÊNCIAS MÉDICAS

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

INDEXAÇÕES 

     

 

 

 

ISSN 2526-3951