COMPARAÇÃO DO USO DO DISPOSITIVO INTRAUTERINO DE COBRE ENTRE MULHERES COM E SEM DOENÇA INFLAMATÓRIA PÉLVICA

Authors

DOI:

https://doi.org/10.61910/ricm.v8i1.437

Keywords:

Doença Inflamatória Pélvica, Dispositivos Intrauterinos de Cobre, Fatores de Risco

Abstract

Introdução: A doença Inflamatória Pélvica (DIP) é uma infecção de trato genital alto. Os fatores de risco desta condição incluem: idade ≤ 25 anos, novos ou múltiplos parceiros sexuais, início precoce da atividade sexual, história de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) ou de DIP prévia. O uso de dispositivo intrauterino de cobre (DIU) ainda apresenta controvérsias na literatura, como fator de risco para DIP. Objetivo: O objetivo do presente estudo é comparar o uso do DIU de cobre entre pessoas com DIP e sem DIP. Métodos: Foi realizado um estudo observacional descritivo, em que foram avaliados prontuários de 30 pacientes, 15 com DIP e 15 sem, entre 18 e 40 anos, que foram atendidas em ambulatório universitário de Belo Horizonte. O pareamento foi realizado considerando as seguintes variáveis: idade, número de gestações/partos/abortos, vida sexual ativa, DIP prévia, uso de camisinha durante as relações sexuais, história prévia de ISTs, uso prévio/atual de anticoncepcionais orais, injetáveis e de outro tipo de DIU que não o de cobre, idade da sexarca e múltiplos parceiros sexuais. Resultados: No grupo caso, 33,3% das pacientes já usou DIU de cobre e nenhuma usa atualmente. Já no grupo controle, 13,3% já usou DIU de cobre e 13,3% faz uso. Não houve diferença estatística entre o uso prévio ou atual de DIU entre o grupo com DIP e o grupo sem DIP. Conclusão: Não foi observada diferença quanto ao uso de DIU em mulheres com ou sem DIP.

Published

2024-06-12